Adeus ano velho, feliz ano novo! Será?

Na virada de um ano para outro costumamos acreditar que o ano vindouro será diferente, será melhor do o que está se encerrando. Geralmente fazemos planos para o novo ano e raramente lembramos das coisas boas que o anterior nos trouxe. Não são raros os casos em que só enxergamos as dificuldades atravessadas nos últimos 365 dias.

A ilusão que uma virada de ano possa ser o começo de uma “nova vida” vem acompanhada de planos que, na maioria das vezes, não serão executados e nem tão pouco lembrados no decorrer dos próximos 364 dias.

Entregamos nosso futuro e sonhos a uma simples mudança de calendário, esquecendo que a verdadeira mudança deve ser interior, que cada dia pode ser o primeiro para um começo ou para um recomeço de uma história que dura uma vida.

Essa história é escrita segundo a segundo, com momentos bons e ruins, com vitórias e derrotas, mas segue sempre sendo escrita e gravada em nossas almas.

Perseguimos os momentos bons e fazemos de tudo para tê-los, mas o que nos faz crescer e evoluir, como seres humanos, são as dificuldades, são as pedras em nosso caminho.

Quando aprendermos a reconhecer isso e agradecermos a Deus pela oportunidade, não enxergaremos mais derrotas e sim provas a serem refeitas.

Que 2019 seja repleto de realizações no trabalho, nos negócios e nos estudos, que traga saúde, paz, amor e compreensão, mas que, principalmente, possamos olhar para dentro de nós mesmos, porque é lá que estão as ferramentas para trabalharmos nosso 2019. Se as usarmos corretamente seremos vitoriosos, senão, que aguardemos 2020.

Algum comentário?