Auditoria e investigação policial podem apontar mais envolvidos nos desvios de dinheiro da APAE

A descoberta de desvios ocorridos em valores pertencentes a APAE e com o Boletim de Ocorrências por FURTO, feito por um colaborador da entidade, ambos apontando o ex-funcionário Glauciomar Oliveira da Silva como autor, deve dar amplitude as investigações, tanto do montante desviado como na possível participação de outras pessoas no crime.

A entidade oficialmente não confirmou, nem uma e nem outra das possibilidades aventadas acima, mas fontes ligadas a APAE, consideram a possibilidade, visto que dificilmente uma única pessoa, que por mais acesso que tivesse, manteria um esquema tão grande e por tanto tempo, sem que nenhuma outra pessoa da administração tivesse conhecimento.

A esposa de Glauciomar Jaqueline Nogueira já foi afastada pela APAE para apuração de responsabilidades, quanto a sua irmã Graciléia, a Prefeitura aguarda a elucidação dos fatos e se comprovada sua participação, a mesma será dispensada. Segunda a Administração municipal a posição  adotada é para não correr o risco de cometer injustiça, dando a servidora o benefício da dúvida e o amplo direito a defesa, conforme preconiza a Constituição Federal.

Também não há confirmação oficial, mas se sabe de uma auditoria a ser efetuada pela Federação das APAEs do Mato Grosso do Sul.

Segundo informações que obtivemos Glauciomar esteve, no dia de ontem (08), no setor de tributos do município para emitir ITBI de um imóvel, documento exigido para venda ou transferência de bens imóveis.

No dia de hoje (09) o ex-funcionário da APAE já não foi encontrado, tendo como seu provável paradeiro o Município de São Gabriel do Oeste.

Foto Facebook

Algum comentário?