Azambuja se queixa de manobra para enfraquecer governo e PSDB

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) identificou a estratégia do ex-governador André Puccinelli (PMDB) para inviabilizar a sua administração com o propósito de enfraquecê-lo na disputa eleitoral de 2018. Azambuja destacou que a adoção do “pacote de maldades” no “apagar das luzes” do governo anterior teve como objetivo, lhe deixar refém das dificuldades de cumprir os compromissos assumidos.
A queixa do chefe do Executivo estadual vem sendo feita, praticamente, em todas as agendas públicas. “Muitas barreiras foram colocadas pela gestão anterior para tentar inviabilizar nossa gestão”, comentou o governador nos discursos e entrevistas da semana passada.
O PMDB estaria apostando na “terra arrasada” para retomar o poder em 2018 e, antes disto, reconquistar a Prefeitura de Campo Grande. O eventual fracasso da administração de Azambuja seria a saída para o PMDB voltar por cima.
O governador está consciente da necessidade de se livrar do “fantasma” de André para a sua administração ganhar identidade e visibilidade. Enquanto houver problemas, o seu antecessor sempre será lembrado.
www.correiodoestado.com.br

Deixe sua opinião

Comentários

Algum comentário?

%d blogueiros gostam disto: