Central de Regulação na Capital cancela atendimentos de pacientes do interior

Justificativa é a escassez de combustíveis em razão da greve dos caminhoneiros

A Prefeitura de Sidrolândia através do Decreto Municipal publicado na sexta-feira (25) interrompeu temporariamente diversos serviços em razão da falta de combustíveis, inviabilizando o atendimento à população em várias áreas. A medida foi adotada pela maioria dos municípios e estados brasileiros, em razão da greve dos caminhoneiros, que ocasiona o desabastecimento de produtos pelo país.

Mesmo assim, o documento oficial assinado pelo prefeito Marcelo Ascoli assegura transporte até Campo Grande para pacientes renais passarem por hemodiálise e aos cidadãos que estavam com consultas, cirurgias eletivas ou exames programados pela Central de Regulação nas unidades hospitalares da Capital.

No entanto, a direção da Central de Regulação enviou comunicado oficial, cancelando os agendamentos de pacientes do interior para atendimento em Campo Grande nos dias 28, 29 e 30 de maio.

A alegação é a dificuldade enfrentada pelos municípios com a falta de combustíveis para manter os serviços de transporte de seus pacientes aos hospitais na Capital.

No comunicado, a Central de Regulação ainda esclarece que as vagas serão preenchidas por pacientes que moram em Campo Grande, e que para os pacientes dos municípios do interior, que tiveram cancelados seus agendamentos nesses três dias, haverá prioridade na remarcação e atendimento, tão logo normalize a situação.

Está sendo recomendado aos pacientes com atendimentos desmarcados, que procurem a Central de Regulação no município em que residem para reorganização do agendamento.

Em Sidrolândia, a Central de Regulação funciona na Rua Targino de Souza Barbosa esquina com a Rua São Paulo, no antigo prédio da Escola Estadual Sidrônio Antunes de Andrade.

Na manhã desta segunda-feira (28), já foi possível constatar a formação de filas com pacientes que foram atingidos pelo cancelamento temporário, e por pessoas em busca de marcação de procedimentos ambulatoriais.

 

Deixe sua opinião

Comentários

Algum comentário?

%d blogueiros gostam disto: