Depósito de recicláveis que já foi usado pelo tráfico é destruído por incêndio

Incêndio destruiu um depósito usado para armazenar materiais recicláveis em Dourados. O caso ocorreu na noite de segunda-feira (3/12) e a proprietária do imóvel, mulher de 53 anos, acredita que o fogo tenha sido criminoso. 

O local já foi alvo da polícia em abril, quando 2 toneladas de maconha foram apreendidas no interior do prédio, localizado na rua Dom João VI, entre a Major Capilé e avenida Weimar Gonçalves Torres. Na época, 10 pessoas acabaram presas. 

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima disse que estava em casa, no Jardim Ouro Verde, e um homem de 42 anos chegou para cobrar dívida de R$ 152. Como ela não abriu o portão, o suspeito pulou o muro e ateou fogo em vários objetos que ali estavam. 

Em seguida, ele continuou com as ameaças. Após a dona da casa acionar a polícia, ele fugiu.

Momentos depois, a proprietária do imóvel recebeu telefonema avisando sobre o incêndio no prédio.

Acionado, o Corpo de Bombeiros conseguiu conter o fogo, porém, todo o material que ali estava foi queimado e pelo menos duas máquinas de prensa também foram perdidas. 

Ainda não há informações sobre o que motivou o fogo, porém, a suspeita é de que possa ter sido cometida de forma criminosa. 

O CASO

No dia 24 de abril, uma ação conjunta entre policiais militares e federais terminou com a prisão em flagrante de 10 pessoas. 

O flagrante aconteceu no Jardim Guanabara durante a madrugada, quando durante abordagem dos policiais, cães farejadores detectaram a droga num caminhão da empresa, revelando esquema de tráfico através do transporte de recicláveis. 

Durante as ações da polícia, descobriu-se que a droga era embalada em meio aos recicláveis. No galpão, localizado no mesmo imóvel alvo de incêndio, funcionário afirmou que parte da carga de recicláveis já vinha embalada de outra cidade e que não tinha conhecimento do entorpecente.

Por Adriano Moretto

Foto Osvaldo Duarte

DOURADOS NEWS

Deixe sua opinião

Comentários

Algum comentário?

%d blogueiros gostam disto: