Em clima de tensão, vereadores escolhem hoje nova Mesa Diretora da Câmara

Após dias de prisões e manobras, 16, dos 19 vereadores de Dourados, elegem na tarde desta sexta-feira (7/12) a nova Mesa Diretora que comandará a Casa no biênio 2019/2020. A eleição está marcada para as 14h, no Plenário. 

Concorrem ao pleito interno os democratas Alan Guedes e Pedro Pepa, esse último preso na quarta-feira (5/12) dentro da Operação Cifra Negra, desencadeada pelo Ministério Público Estadual e o 2º Distrito Policial, acusado por corrupção.

Além de Pepa, os colegas de Câmara Idenor Machado (PSDB) e Cirilo Ramão (MDB), segundo secretário em sua chapa, também acabaram detidos na mesma ação e estão na PED (Penitenciária Estadual de Dourados), junto do ex-vereador Dirceu Longhi (PT) e o ex-servidor do local, Amilton Salina, alvos de mandados de prisão expedidos pela 1ª Vara Criminal. 

Na quinta-feira, um dia depois da operação, parlamentares que compõem a base aliada da prefeita Délia Razuk (PR) chegaram a protocolar no jurídico do poder Legislativo douradense documento pedido a substituição de nomes da composição anterior. 

Apesar da medida ser analisada, a presidente Daniela Hall (PSD) informou pela manhã em coletiva que não havia mais a possibilidade de mudanças, conforme manda o Regimento Interno, respeitando o prazo de 48h antes da eleição da Mesa para se registrar os concorrentes. 

Ainda na quinta-feira, o vereador Idenor Machado pediu afastamento e seu suplente, Maurício Lemes (PSB), protocolou documento solicitando imediata convocação.

Ele fez uma espécie de ‘plantão’ no local durante toda a tarde de ontem e nesta manhã já ‘bate ponto’ na Câmara como forma de pressionar sua posse antes mesmo da eleição.  

A medida seria uma forma de tentar garantir um possível desempate e a vitória da chapa da ‘situação’. Lemes é servidor público comissionado e atua na Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Município. 

No começo da tarde do mesmo dia, o farmacêutico bioquímico Racib Panage Harb entrou com pedidos de impugnação da chapa de Pepa, denominada ‘Legislativo Forte’ e de afastamento dos três parlamentares presos na Operação Cifra Negra. 

Chapas

Concorrem ao pleito desta sexta-feira as seguintes chapas: Legislativo Forte, formado por Pedro Pepa como candidato à presidência, Júnior Rodrigues (PR) como vice, Silas Zanata (PPS) como primeiro secretário e Cirilo Ramão (MDB) segundo secretário. Já a outra composição tem Alan Guedes, Elias Ishy (PT) de vice, Sérgio Nogueira (PSDB) primeiro e Daniela Hall (PSD) segunda secretária. 

Atualmente a Mesa é formada por Daniela Hall, presidente, Sergio Nogueira (PSDB) vice, Pedro Pepa (DEM), primeiro secretário e Cirilo Ramão (MDB), segundo secretário. 

Mesa Diretora

A cada dois anos, a Mesa Diretora é renovada, como determina o Regimento Interno da Câmara de Vereadores de Dourados. Os eleitos são encarregados de manter o andamento dos trabalhos realizados no Legislativo.

Cabe a Mesa coordenar o funcionamento da Câmara para a manutenção da ordem das atividades legislativas.

Por Adriano Moretto – DOURADOS NEWS

Deixe sua opinião

Comentários

Algum comentário?

%d blogueiros gostam disto: