Jean se compara a Ganso e diz que é alvo de denúncias infundadas

Na sessão de ontem (06), fazendo uso da tribuna, Jean Nazareth se comparou ao Vereador Valdecir Carnevalli, quando sitou que tem sido alvo do que qualificou como “DENÚNCIAS INFUNDADAS”.

Jean se referia ao arquivamento de denúncia “anônima” feita contra a Câmara Municipal e não contra o Vereador Valdecir Carnevalli, como afirmou Jean, referente a possível irregularidade quanto a descumprimento de horário, por parte de assessor de Ganso.

Na realidade quando a denúncia anônima foi registrada Jean já até havia exonerado um dos dois assessores de Ganso, justamente o servidor que mais acompanhava o vereador, ou seja, servidor que nunca cumpriu menos que as 25 horas semanais exigidas dos outros servidores da casa, inclusive do outro assessor, que ainda serve o Vereador.

Nos bastidores do Legislativo Municipal corre a informação de que a denúncia foi encomendada e que a exoneração do assessor de Ganso foi uma retaliação, mas o assunto serviu para Jean se apresentar como vítima, assim como em matéria encomendada a site, e bem paga com erário público, onde Jean foi apresentado como inocente em arquivamento de denúncia ao MP, sendo que só escapou pelo fato da denúncia ter sido mal formulada. O denunciante, talvez por falta de conhecimento, apontou irregularidades no consumo de combustíveis no mês de recesso, que não é irregular, quando na realidade deveria ter apontado o consumo desde que Jean assumiu a Presidência.

Jean responde à justiça, na forma de sete processos, por Violação dos princípios da Administração Pública, Improbidade Administrativa e Dano ao Erário. Sem contar um grande número de notícias de fato e inquéritos civis que poderão virar processos, vindo a engordar ainda mais a lista já existente.

“Não entendi a comparação de Jean, não fui denunciado, quem foi denunciada foi a Câmara”, colocou Ganso, em conversa telefônica na manhã de hoje (07).

Deixe sua opinião

Comentários

Algum comentário?

%d blogueiros gostam disto: