Mulheres são presas com 17 armas e 3.230 munições no tanque de carro

Arsenal saiu do Paraguai com destino a Belo Horizonte

A Polícia Rodoviária prendeu ontem, na base operacional de Amandina, no município de Ivinhema, duas mulheres, de 29 e 19 anos, por tráfico internacional de armas. Elas foram flagradas transportando 14 pistolas, três revólveres e 3.230 munições de calibres variados escondidos no tanque de combustível de automóvel modelo Gol. A dupla receberia R$ 1.500 para entregar o arsenal em Belo Horizonte (MG). 

Conforme apurado, durante fiscalização os policiais abordaram o veículo ocupado pelas mulheres. Em entrevista, as duas afirmaram que saíram de Minas Gerais para visitar uma amiga em Ponta Porã, na fronteira. No entanto, elas demonstravam bastante nervosismo, motivo que levou os policiais a realizarem vistoria minuciosa. Ao abrir o tanque, os militares encontraram o armamento.

Ao todo eram quatro pistolas Taurus (modelos PT92 9 mm, PT809 9mm, PT840 .40), três pistolas Stainless 9 milímetros, uma pistola Glock 9 milímetros, três pistolas Since .380, uma pistola Girsan 9 milímetros, uma pistola Sauer P226 .380, uma pistola Since .380, e três revólveres Taurus (modelos 357 e .38). Além do armamento, foram encontrados 32 carregadores,  100 munições de calibre .22, 150 munições de calibre .45, 850 munições de .40, 376 munições .380, 1.499 munições de 9 milímetros, 200 munições de calibre .38 e 100 de munições de 357. 

As mulheres relataram que haviam chegado no sábado em Ponta Porã, e deixaram o carro com um homem desconhecido no Paraguai. Ontem pegaram o carro preparado com a missão de levarem até a cidade de origem, Belo Horizonte, onde entregariam a carga. As mulheres receberiam a quantia de R$ 1.500 dividida para as duas. O veículo, armamentos, munições e as autores foram entregues na Delegacia da Policia Federal de Dourados.

TRÁFICO DE ARMAS

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme) da Polícia Civil do Rio de Janeiro deflagraram nesta segunda-feira megaoperação, com a finalidade de desarticular organização criminosa especializada no tráfico de armas. A partir de Mato Grosso do Sul, o grupo investigado enviava fuzis de grosso calibre, pistolas e munições que abasteciam uma facção dos morros cariocas.

A ação tem como objetivo cumprir 13 mandados de prisão e 14 mandados de busca e apreensão, no Rio de Janeiro. Em Mato Grosso do Sul, devem ser cumpridos quatro mandados de prisão, além de seis mandados de busca e apreensão, dentre os quais em Campo Grande e em Bandeirantes.

 

Deixe sua opinião

Comentários

Algum comentário?

%d blogueiros gostam disto: