Nem ameaças conseguiram impedir aprovação de projeto para negativar grandes devedores de impostos do Município

A sessão desta terça-feira(12) provou que a base de apoio as propostas do executivo municipal está mantida, mesmo com forte pressão de grupos apoiados pela oposição, trabalhando em redes sociais, para tentar coagir vereadores a votar conforme a vontade desses grupos.

São agressões verbais, cobranças sem o menor amparo na realidade e até mesmo ameaças de “descer o porrete”, mas que diante dos “fatos” não influenciaram na decisão de quem estava realmente a par do assunto e  disposto a cumprir  com suas responsabilidades de legislar, deixando a política de lado e fazendo o que é melhor para a sociedade, principalmente para os menos favorecidos, que pela vontade de cinco vereadores, teriam sido prejudicados, pois com a aprovação do projeto, os grandes devedores do município irão ser “realmente cobrados, dessa vez com eficácia, entregando aos cofres públicos o dinheiro de anos de sonegação, que tanto tem feito falta a coletividade municipal.

Não é de se admirar a ânsia pela reprovação do projeto, pois não serão os menos favorecidos os prejudicados e sim os abastados, muitos deles os incentivadores das manifestações, visto que tem vereador e pai de vereador constando da lista de devedores, na lista dos que serão negativados e não na dos que serão anistiados.

Infelizmente tem pessoas que se deixam levar por discursos fervorosos, com gritos e bravatas, mas esses “graças a Deus” são poucos, um deles o Vereador Itamar, que se deixou levar pelo populismo e retórica de botequim, avalizando o inexistente, pois em poucos dias será provado que os “menos favorecidos” não serão prejudicados, pois estes não estarão nas listas de negativações, deixando por terra os discursos oposicionistas, que preferem ver o município ruir do que trabalhar lado a lado com a administração.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: