Portal do CGU mostra que repasses a Sidrolândia só tem aumentado, ao contrário do que fala governo Ari Basso

O governo Ari Basso (PSDB) tem feito muitos cortes e deixado de promover diversos serviços, com a alegação de falta de recursos, apesar de aumentar, a cada dia, a lista de prestadores de serviço, ou seja, não existe dinheiro para fazer o serviço, mas existe para pagar para fazer.
Segundo o Portal da Transparência da Controladoria Geral da União – CGU, onde são lançados os repasses do Governo Federal a entes federados (Estados e Municípios), Sidrolândia teve um incremento, nos repasses de 2012 (governo Daltro Fiuza) para 2014, de R$ 6.162.010,30, ou seja em 2012 o repasse do governo federal foi de R$ 42.884.352,81 e em 2014 R$ 49.046.363,11.   A pasta de Saúde, responsável pela maioria dos problemas administrativos e políticos do governo Ari Basso, saiu de R$ 9.051.900,66 em 2012 para R$ 10.745.809,72 em 2014, um aumento de R$ 1.693.909,06, números que tornam difícil explicar como o serviço prestado pela secretaria está tão precário, com falta de médicos, de medicamentos e até mesmo de viaturas para transportar profissionais a seus locais de trabalho, como no caso do Distrito do Quebra Coco, que está desassistido já a mais de 15 dias.

Deixe sua opinião

Comentários

Algum comentário?

%d blogueiros gostam disto: