Prefeito presta contas do ano de 2017 e prova que mesmo com crise sua administração tirou o Município da estagnação

Apesar de alguns oposicionistas pregarem que a atual administração não “fez nada em 2017”, como se vê em algumas, poucas mas constantes,  postagens  e vídeos de facebook ou whatsapp, o que se observou na noite de ontem (15), na sessão de prestação de contas do Executivo Municipal, realizada na Câmara Municipal de Vereadores de Sidrolândia, foi completamente o contrário.

Durante mais de hora o Chefe do Execituvo Municipal, Prefeito Marcelo Ascoli, apresentou as ações desenvolvidas pelos diversos setores da administração, desde projetos e programas desenvolvidos durante o ano de 2017, uma grande variedade de projetos cadastrados junto  ao Governo Federal, ações de cidadania, esporte, lazer, cultura, assistência social, saúde e educação, além das atividades normais pertinentes a cada secretaria.

Conforme o relatório, apresentado pessoalmente por Dr. Marcelo, a atual administração recuperou ou reconstruiu 19 pontes, cascalhou centenas de quilômetros de estradas  rurais, recuperando trechos, a muitos anos, quase que intransitáveis, fomentou a produção e transporte de produtos oriundos da agricultura familiar. Recuperou escolas, creches e postos de saúde, na zona rural e urbana, bem como reativou e concluído obras paradas deixadas pela administração anterior, além de manter em dia os pagamentos do transporte  e bolsa universitária.

O Prefeito, muito cortejado por parlamentares estaduais e federais, tem se conduzido com propriedade e inteligência,  porporcionando que o município seja agraciado com emendas e projetos, sem pensar em dividendos pessoais ou políticos, pratica comum entre muitos governantes.

O Governo Marcelo Ascoli tem feito um verdadeiro malabarismo para manter os serviços oferecidos a população, o pagamento de fornecedores de bens e serviços, os repasses as entidades beneficentes, bem como a folha de servidores em dia, mesmo com a enorme inadimplência na arrecadação de tributos como IPTU e ISSQN, gerada por leis mal concebidas e que estão tem que ser refeitas pela atual administração, mesmo com tentativas da oposição em barrá-las.

Com tudo isso a Prefeitura ainda pagou demandas judiciais e trabalhistas deixadas por governos anteriores, além de estar mantendo em dia parcelamentos com a previdência municipal, também herança de décadas.

Outro fator importante é a geração de empregos, uma das maiores do estado, que alguns põe na conta da administração passada, mas que esquecem que quem deixará de receber os impostos, dados como incentivo fiscal, será a atual gestão.

“Considero que estamos no caminho certo, trabalhando todos os dias por uma Sidrolândia melhor e mais justa. Sei que tivemos algumas falhas e que as dificuldades  financeiras atrapalham muito, mas o intuito é sempre  de fazer o melhor. Nunca agradaremos a todos, mas respeitamos a todos e trabalhamos pelo bem de  todos”, disse o Prefeito, ao site Visão Popular, logo após ter encerrado sua explanação na tribuna.

Deixe sua opinião

Comentários

Algum comentário?

%d blogueiros gostam disto: