PSDB e MDB abrem espaço ao DEM na majoritária para fecharem acordo aqui no Estado

Líder tucano prefere aguardar mais tempo para acertar a participação dos democratas

O MDB e o PSDB de Mato Grosso do Sul afirmam que têm espaço para o DEM dentro da chapa majoritária, que compõe as vagas para o Senado e para vice-governador. A disputa pelo democratas segue acirrada no Estado devido aos nomes filiados ao partido, como os deputados federais Luiz Henrique Mandetta e Tereza Cristina. 

Mas o mistério está perto do fim, já que o período de convenções está próximo e então serão anunciados o nome do vice e senador. O ex-governador André Puccinelli, pré-candidato a chefe do Executivo, declarou em outras ocasiões que o único candidato ao Senado, seria Waldemir Moka pré-candidato à reeleição. 
Mandetta comentou que o ideal seria o ex-prefeito de Dourados, Murilo Zauith como senador e o deputado estadual Zé Teixeira como vice-governador.

Questionado se essa possibilidade citada por Mandetta cabem no MDB, Puccinelli declarou estar negociando participação proporcional. “Está sendo estudado uma coligação para federal, estadual e alguma participação para majoritária”, disse. 

* Leia a reportagem, de Renata Volpe Haddad, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Foto: Victor Chileno / ALMS

Deixe sua opinião

Comentários

Algum comentário?

%d blogueiros gostam disto: