Vereador preso pede afastamento e suplente faz plantão na Câmara para assumir

O vereador Idenor Machado, preso na Operação Cifra Negra, na tarde desta quarta-feira (05) protocolou hoje (06), pedido de afastamento na Câmara Municipal de Dourados. A presidente da casa de leis, vereadora Daniela Hall confirmou o fato. Outro pedido protocolado também hoje (06) na secretaria do órgão foi o de “posse imediata” por Maurício Lemes (PSB).

Conforme informado pela presidente da casa ao Dourados News, ambos os pedidos chegaram à secretaria já no final do expediente, o que tornou inviável que fossem despachados ainda nesta quinta-feira (06).

Idenor Machado pediu afastamento pelo período de 32 dias. De acordo com a presidente, no caso dele havia a possibilidade de pedido de afastamento de até 120 dias, “sem perda do cargo”, condições previstas em regimento interno. 

Maurício Lemes é o primeiro suplente da coligação ‘Compromisso de Verdade’, que tinha como candidato a prefeito nas eleições de 2016, Geraldo Resende (PSDB). Com a saída de Idenor, ele assume o cargo de vereador.  

Em pedido protocolado à casa e o qual o Dourados News teve acesso, Lemes pediu imediata convocação para o cargo de vereador ocupado pelo licenciante Idenor Machado e colocou-se a disposição para posse em imediato. Ele mantém uma espécie de ‘plantão’ na Casa. 

“Fiz o documento solicitando meu direito e estou aguardando uma definição”, disse Lemes. 

Daniela Hall afirmou que os pedidos serão analisados na sexta-feira (07), pela manhã, passando também pelo departamento jurídico da Câmara. 

Quanto a posse de Maurício Lemes, ela disse que ainda não se tem data definida e que a mesma depende dos trâmites administrativos. 

Por Gizele Almeida – DOURADOS NEWS

Fotomontagem – DOURADOS NEWS

Deixe sua opinião

Comentários

Algum comentário?

%d blogueiros gostam disto: