“Ave Maria”

Jesus nasceu pobre e nunca buscou a riqueza material.

Pregava a palavra do Pai sem cobrar nada de ninguém.

Foi julgado, condenado e morto, sem nunca ter julgado e muito menos condenado ninguém, pelo contrário perdoou aqueles que o fizeram todo o mal.

Veio a terra para ensinar e ensinou o amor, a paz e a união.

Nunca disse que essa ou aquela religião era a melhor, somente que quando dois ou mais estivessem reunidos em nome do Pai, ele estaria com eles.

Só fez uma cobrança, que seus discípulos espalhassem a palavra de Deus pelo mundo a fora.

Nunca pregou ou incentivou a discórdia, nunca foi arrogante com os ignorantes ou soberbo com os humildes.

Nunca se aproveitou de ser “ o filho de Deus” para impor seus ensinamentos ou idéias.

Isso está na Bíblia e ninguém nega, até mesmo as religiões não cristãs respeitam.

Na Bíblia também aparece a “MÃE” de Jesus Cristo, uma virgem da Cidade de Nazaré. Mulher que recebeu Jesus em seu ventre e, mesmo sendo uma menina, nunca teve dúvidas do ser puro, perfeito e iluminado que iria conceber, amamentar, ensinar a andar, acompanhar e depois ter que entregar aos homens, como um cordeiro, para ser sacrificado e salvá-los. Isso também está na Bíblia.

Que mãe faria isso? Maria fez, sofreu com o filho na cruz, mas respeitou sua vontade e a de Deus, sem nunca se lamentar ou cobrar, nem seu sofrimento e nem o de seu filho.

Agora pergunto: Como Jesus se sente vendo a figura dessa “mulher”, que foi sua mãe aqui na terra, virar motivo de ódio, de ofensas, de julgamentos e condenações, onde pessoas estão sendo satanizadas simplesmente porque a algumas décadas alguém lembrou de Maria e resolveu pedir, através de duas palavras (AVE MARIA), que ela olhasse por Sidrolândia. Essas duas palavras estão no Brasão do Município.

Não estou julgando ninguém, até porque se eu tivesse uma moral tão elevada já estaria em outro plano espiritual, mas só queria entender como chegamos ao ponto de usar a Bíblia de acordo com nossa conveniência, para incutirmos idéias falsas na cabeça de pessoas que precisam de esclarecimento, usando as mesmas para manobrá-las e direcioná-las para alcançarmos objetivos pessoais, sejam eles financeiros ou políticos?

 

Não tenho o dom da palavra, não conheço um centésimo do que está escrito na Bíblia, mas conheço certas passagens que me levaram a escrever o texto acima, acompanhem:

 

“Entrando, o anjo disse-lhe: ‘Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo’. Perturbou-se ela com estas palavras e pôs-se a pensar no que significaria semelhante saudação. O anjo disse-lhe: ‘Não temas, Maria, pois encontraste a graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um Filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande e charme-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó.” (Lucas 1: 28-33).

“Maldito o homem que confia no homem” Jeremias 17. 5

Se alguém ensina falsas doutrinas e não concorda com a sã doutrina de nosso Senhor Jesus Cristo e com o ensino que é segundo a piedade, é orgulhoso e nada entende. Esse tal mostra um interesse doentio por controvérsias e contendas acerca de palavras, que resultam em inveja, brigas, difamações, suspeitas malignas e atritos constantes entre aqueles que têm a mente corrompida e que são privados da verdade, os quais pensam que a piedade é fonte de lucro. 1 Timóteo 6:3-5

“Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores. Vocês os reconhecerão por seus frutos. Pode alguém colher uvas de um espinheiro ou figos de ervas daninhas? Semelhantemente, toda árvore boa dá frutos bons, mas a árvore ruim dá frutos ruins. A árvore boa não pode dar frutos ruins, nem a árvore ruim pode dar frutos bons. Toda árvore que não produz bons frutos é cortada e lançada ao fogo. Assim, pelos seus frutos vocês os reconhecerão! Mateus 7:15-20

Deixe sua opinião

Comentários

Algum comentário?

%d blogueiros gostam disto: