HU de Dourados forma segunda turma de doulas comunitárias

Com uma carga total de 88 horas, entre aulas teóricas e estágio prático no Centro Obstétrico, 25 mulheres concluíram, no último sábado, dia 10 de novembro, o 2º Curso de Formação de Doulas Comunitárias do HU (Hospital Universitário) da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

Durante a manhã e a tarde de sábado, foram realizadas aulas de conteúdo teórico e avaliação das atividades realizadas pelas alunas durante o estágio, que constou de seis plantões de seis horas para cada uma. À noite, numa cerimônia rápida, porém cheia de emoção, familiares e convidados de cada nova doula puderam acompanhar a entrega dos certificados.

Ao falar pela turma, a doula Emmileny Alves Monteiro lembrou o crescimento pessoal que o curso proporcionou a cada uma das alunas e destacou a importância do trabalho voluntário. “É imensurável o sentimento de poder fazer parte deste trabalho voluntário, que faz toda a diferença na vida de mulheres e seus bebês. E é importante lembrar também que estamos em um hospital público e um hospital escola, onde a maioria das pacientes são mulheres simples e humildes, mas podem contar com alguma de nós, cheias de disposição e com muita vontade de fazer daquele um momento inesquecível”, disse.

Em consenso, as novas doulas decidiram dar à turma o nome de Maria de Fátima Brito Alcântara, técnica em Enfermagem e membro do grupo condutor do Curso, que atua diretamente na orientação e supervisão dos estágios das novas doulas no Centro Obstétrico do HU de Dourados. Ao agradecer a homenagem, Fátima lembrou que o êxito do projeto das Doulas Comunitárias se deve, sobretudo, ao trabalho conjunto. “A gente consegue porque trabalha realmente em equipe”, resumiu.

Capacitação

Além do trabalho voluntário, as doulas comunitárias formadas pelo HU também estão capacitadas, habilitadas e certificadas para exercer a função como autônomas, atuando no acompanhamento de gestantes e em grupos de apoio à maternidade e ao puerpério. Em 2018, o Curso de Formação de Doulas Comunitárias tornou-se um projeto de Extensão da UFGD, que emite os certificados por meio da Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proex).

Plantões voluntários

Terminada a formação, cada nova doula passa a integrar a escala de trabalho voluntário na Maternidade do HU de acordo com sua disponibilidade. Os plantões das doulas comunitárias são realizados de segunda a sexta-feira no período noturno (das 18h às 00h) e aos fins de semana (sábado e domingo) e feriados nos três períodos (manhã tarde e noite).

Doulas autônomas

Desde setembro, o HU permite a entrada na Maternidade de doulas autônomas (formadas por outras instituições) junto com as parturientes que já estejam atendendo. Para tanto, é necessário que a doulas esteja previamente cadastrada junto ao HU, conforme determina também a Lei Municipal N. 4.218, de 16 de outubro de 2018. Todas as informações e orientações estão disponíveis no site institucional do hospital e podem ser acessadas pelo link http://www.ebserh.gov.br/web/hu-ufgd/doulas.

3º Curso

Em 2019, o HU de Dourados vai realizar a terceira edição do Curso de Formação de Doulas Comunitárias. A previsão é de que as inscrições estejam abertas entre os meses de março e abril, para início das atividades em maio. Serão disponibilizadas 40 vagas. Os requisitos para a inscrição, prazos e critérios de seleção devem ser divulgados no início de fevereiro.

Por DOURADOS NEWS

Deixe sua opinião

Comentários

Algum comentário?

%d blogueiros gostam disto: